0

Framework MyBatis

mybatisLogoIntrodução MyBatis Framework

O MyBatis é um framework JDBC de persistência de dados que envolve o relacionamento entre um banco de dados relacional e uma aplicação orientada a objetos. O MyBatis mapeia objetos com queries SQL fazendo o uso de XML.O MyBatis fornece gerenciamento de transações, mapeia as propriedades dos objetos, integração com o Spring framework.É um framework de simples implementação e alta qualidade. Atualmente o MySpace utiliza este framework para gerenciar sua massa de dados. Utilizo atualmente em um projeto e o framework demonstra muita qualidade, basta ter um bom conhecimento de SQL e XML que tudo flui com facilidade.

O que é iBatis?

  • Um framework JDBC;
  • Os desenvolvedores escrevem SQL, iBATIS o executa usando JDBC;
  • Não precisa mais usar try / catch / finally / try / catch;
  • Um mapeador SQL;
  • Automaticamente mapeia propriedades do objeto em parâmetros de prepared statements;
  • Resulta automaticamente mapas de objetos;
  • Suporte a consultas com relacionamento N +1;
  • Um gerenciador de transações;
  • iBATIS fornece um gerenciamento de transações para operações de banco de dados se nenhuma outra transação está disponível;
  • iBATIS usa o gerenciamento de transações externas (Spring, EJB CMT, etc), se disponível;
  • Grande integração com Spring, mas também pode ser usado sem Spring.

O que não é iBatis?

  • ORM;
  • Não gera SQL;
  • Não tem uma linguagem de consulta de propriedade;
  • Não saber sobre a identidade do objeto;
  • Não transparente persistir objetos;
  • Não construir um cache de objeto;

Fonte: www.loiane.com

0

CRUD completo com PHP – parte 05

phpCadastro de Clientes com PHP e Mysql – Parte 05

Dando prosseguimento ao CRUD de clientes em php, finalizaremos o cadastro de clientes com o script para persistir um cliente no banco de dados. Salve o script a seguir com o nome salvarcliente.php no diretório modulos do nosso projeto.

Implementação do Módulo salvarcliente.php:

Na linha 8 realizamos a conexão com nossa base de dados através do arquivo de conexão. Nas linhas 10 a 26 recuperamos os dados do formulário de cadastro. Nas linhas 28 a 38 realizamos a inserção dos dados de contato, em caso de sucesso setamos true em uma variável. Nas linhas 40 a 51 realizamos a inserção dos dados de endereço, em caso de sucesso nos dados de contato e endereço, persistimos assim o cliente na base de dados com o trecho descrito nas linhas 53 a 72.

Para rever a postagem anterior clique no link abaixo: